.... SABER COMER E SABER BEBER ............................... Bom serviço na restauração

11 Hábitos dos líderes extraordinários

 

Quantos já trabalharam com/para maus líderes? E para líderes extraordinário? Considera-se um deles? Mas o que hábitos fazem dos gestores líderes extraordinários?


Miriam Salpeter, fundadora e presidente da Keppie Careers, referiu 11 hábitos que caraterizam o líder extraordinário e que fazem com que os seus colaboradores gostem e desejem trabalhar com ele:

Dá feedback construtivo

“Existe uma grande diferença entre uma crítica e uma conversa que envolve o funcionário e que o ajuda a planear construtivamente como mudar para melhor. Um grande Líder sabe como abordar um subordinado com a mistura certa de mentoria e orientação.”

Dá feedback constantemente

“Hoje em dia, é habitual os diretores estrarem sobrecarregados de trabalho. Geralmente, uma das primeiras coisas que deixa de ser feita é dar feedback de forma regular e supervisionar os colaboradores. Um líder forte faz questão de dar feedback regularmente e de comentar as melhorias ou os desenvolvimentos negativos para que cada funcionário saiba onde está.”

Recompensa o bom trabalho

“Mesmo quando o líder não pode fazer nada quanto ao salário ou aos benefícios, um bom líder reconhece os melhores funcionários, ainda que seja apenas com um bilhete escrito.”

Sabe como coordenar e conciliar

“Todos os líderes de hoje têm mais responsabilidades do que há algum tempo atrás, e depende de cada um gerir em simultâneo os detalhes de múltiplos projetos. Os melhores líderes não passam esse stress às pessoas que gerem. Em vez de agirem como se cada projeto fosse um incêndio que precisa de ser extinto, os bons líderes ajudam e delegam imediatamente a base do trabalho que precisa ser feito.”

São mentores e formadores para os funcionários

“Os colaboradores sortudos têm a oportunidade de trabalhar com um líder que está realmente interessado nas carreiras dos funcionários e que os ajuda a conseguirem ser promovidos. Os melhores líderes fazem questão de identificar e realçar as forças dos funcionários e direciona-os para projetos que os irão fazer brilhar e serem notados.”

Aceita a responsabilidade e não só o crédito

“A maioria das pessoas já trabalharam para líderes que recebem o crédito por algo que não fizeram quando as coisas corram bem. No entanto, poucos foram os que tiveram a oportunidade de ver um verdadeiro líder em ação: aquele que aceita a culpa quando as coisas estão difíceis.”

Comunica claramente

“Os bons líderes sabem que a comunicação só será efetiva mediante a forma como for recebida. Não importa se pensa que explicou o que precisa de ser feito caso os seus funcionários não tiverem entendido o que foi dito. Os melhores líderes sabem que devem explicar o que deve ser feito de forma sucinta e direta e estarem disponíveis para quaisquer perguntas.”

Oferece desafio e apoio

“Este delicado equilíbrio ilude a maioria das pessoas: como pode desafiar os seus funcionários a melhorar ao mesmo tempo que lhes dá os recursos e apoio que precisam para serem bem-sucedidos? Os funcionários precisam de ambos para melhorarem.”

Tomam riscos calculados

“Às vezes é um risco confiar num funcionário com um projeto que vai para além das suas capacidades. Os melhores líderes sabem quando é tempo de dar um passo atrás e permitir que as pessoas que supervisionam segurem as rédeas de um grande projeto.”

Reconhece um equilíbrio saudável entre a vida e o trabalho

“A maioria dos trabalhadores odeiam a ideia de ter que reportar a alguém que não tem vida fora do escritório. A mensagem que isso transmite é “Eu não tenho vida, por isso também não deviam ter.” Estes funcionários costumam passar muitas horas no escritório porque pensam que é a única forma de impressionar os seus superiores. Os líderes confiantes e competentes conseguem motivar as pessoas a fazerem horas extra quando necessário, mas não esperam sempre 100% de devoção ao trabalho.”

Não tem favoritos óbvios

“Se for óbvio quem é o seu favorito no trabalho, o resto da equipa tenderá a unir-se como uma unidade numa competição extra e desnecessária. Os melhores líderes tentam eliminar esta competição prejudicial que surge ao ter favoritos e incutem o trabalho em equipa de modo a conseguirem o bem comum para a organização e/ou para o departamento.”


 

Fonte: Business Insider

 

Contatos

Raul Manuel Valente

raulmvalente@gmail.com

Vila Real Santo António

Portugal

+351.963700439

Procurar no site

Contacte-nos

Amigo(a)

    Caso queira ajudar nos custos da manutenção e desenvolvimento do site, pode participar com uma pequena contribuição (1€).

 

Produtos

Produto #1

Esta é a descrição do produto. Você pode modificá-la como quiser ou remover o registo do produto por inteiro.

Produto #2

Este é o exemplo do segundo produto.

Raul valente.pt

Desenvolvido por Webnode