.... SABER COMER E SABER BEBER ............................... Bom serviço na restauração

Os problemas dos citrinos do quintal

Por José Rui, 15 de Maio de 2008

Como disse, depois de contactar a Garden Organic (HDRA) fiquei bastante desiludido. Apesar de prestáveis (também faz parte dos direitos dos associados, obter resposta a estas questões), esperava outra capacidade técnica, mesmo tratando-se de pragas que não farão grandes aparições no Reino Unido.
Acontece que também sou membro da Royal Horticulture Society (RHS) e perante a incapacidade da Garden Organic, contactei-os com as mesmas questões.
A resposta chegou no dia seguinte através do senhor Andrew Halstead, entomologista principal da RHS.

Os citrinos estão atacados por vários tipos de pestes. As folhas com uma espécie de algodão branco e um líquido que parece cera, estão provavelmente infestadas pela Mosca-branca lanígera dos citrinos1. Os adultos são pequenos insectos de asas brancas que se encontram habitualmente debaixo das folhas mais novas. As ninfas imaturas parecem cochonilhas, mas estão cobertas por uma espécie de algodão branco, fazendo com que as folhas infectadas pareçam infectadas por um fungo.Os glóbulos peganhentos são excrementos açucarados produzidos pela mosca-branca e outros tipos de insectos sugadores de seiva.
Uma outra peste presente são cochonilhas (Planococcus citri). Pequenos insectos cinzento claro que infestam habitualmente as partes relativamente mais inacessíveis da planta, como as axilas das folhas (na primeira fotografia podem ser observados nas próprias laranjas). As cochonilhas também segregam uma substância branca em volta do corpo e podem produzir também os excrementos adocicados.
O pequeno insecto preto que se vê na fotografia é provavelmente uma espécie de joaninha, predador tanto das cochonilhas, como da mosca-branca.
Por fim, a terceira praga são as lagartas mineiras de uma traça específica dos citrinos e que se estabeleceu na Europa há cerca de 15 anos apenas. As diminutas traças adultas depositam os ovos na folhagem e depois de eclodirem, as lagartas penetram nas folhas, produzindo túneis sinuosos enquanto se alimentam. Isto causa uma descoloração prateada na parte superior das folhas afectadas, nos locais onde os tecidos internos foram comidos.
A solução biológica pode ser a que tenho usado que é Savona (óleo e sabão, mas numa solução pré-preparada). De qualquer modo o senhor Halstead confirma algo que descobri entretanto: Os óleos hortícolas têm muito pouca permanência e sendo insecticidas de contacto têm de ser utilizados de forma abundante e frequente.
As larvas mineiras são muito mais difíceis de controlar porque não só produzem várias gerações durante o Verão, como as lagartas estão escondidas de um insecticida de contacto, como o Savona. A minha sugestão é arrancar as folhas mal o problema seja detectado e queimá-las.
Muito interessante a informação que no Reino Unido os únicos insecticidas autorizados para os citrinos são os biológicos como o Savona.

 

Contatos

Raul Manuel Valente

raulmvalente@gmail.com

Vila Real Santo António

Portugal

+351.963700439

Procurar no site

[url=https://www.clixsense.com/?3513068][img]https://csstatic.com/banners/clixsense_gpt2016e120x600green.png[/img][/url]

Contacte-nos

Amigo(a)

    Caso queira ajudar nos custos da manutenção e desenvolvimento do site, pode participar com uma pequena contribuição (1€).

 

Produtos

Raul valente.pt

Desenvolvido por Webnode