.... SABER COMER E SABER BEBER ............................... Bom serviço na restauração

Rio Guadiana navegável entre ponte internacional e Alcoutim a partir da próxima semana

02-11-2015 18:13

        A partir de terça-feira, 3 de novembro, já é possível navegar em segurança no Guadiana, desde a Ponte Internacional até à vila de Alcoutim,revelou ontem um responsável da Direção Geral de Recursos Marítimos (DGRM). 

       O anúncio foi feito durante o seminário «Oportunidades e Projetos Estruturantes na Cooperação Transfronteiriça», promovido pela Associação Odiana e realizado em Castro Marim. 
       “Desde a Ponte Internacional até à vila de Alcoutim, na próxima terça-feira terminam os trabalhos e pode finalmente ser possível a navegabilidade sem restrições”, sublinhou Alexandre Santos Ferreira, da DGRM, que apresentou as linhas mestras do projeto «Guadiana», que surgiu da necessidade de dinamizar o Guadiana como via navegável. 
       O seminário contou com resultados “muito positivos”, adiantou a Odiana, em comunicado. “Ficou evidente no seminário que portugueses e espanhóis querem continuar a cooperar para alcançar mais e melhores resultados no desenvolvimento do Baixo Guadiana”, acrescentou. 
       O presidente do município de Castro Marim e vice-presidente da Odiana, Francisco Amaral, anunciou que a associação já está encaminhada para candidatar mais projetos e mais ideias novas a fundos comunitários. 
       Já José Parlon, da Diputación Provincial de Huelva, falou na importância do Programa Interreg V - A como instrumento: “Devemos olhar para o futuro e dar-lhe continuidade com mais projetos deste tipo, que tragam desenvolvimento ao território e que este apoio sirva para incrementar a mobilidade transfronteiriça, que é o grande objetivo do Interreg”, disse. 
       Valter Matias, diretor da Associação Odiana, falou da responsabilidade e gestão dos projetos transfronteiriços. “Ser chefe de fila e gerir todo um projeto e parceria é de uma grande responsabilidade e na Odiana tivemos cinco projetos com chefia em simultâneo”, afirmou, lembrando que “na Odiana nem sempre o trabalho é muito visível, é de gabinete, mas é de grande responsabilidade”. 
       O responsável enfatizou ainda a vontade de continuar uma estratégia de desenvolvimento que pretende organizar e alavancar o território e o turismo. 
       “Já temos as infra estruturas, agora é dar-lhes uso e criar postos de trabalho”, explicou, adiantando que “as parcerias estão criadas e o trabalho em cooperação existe desde 1998, sendo que o Interreg está disponível para dar continuidade ao mesmo, por isso vamos arregaçar as mangas e continuar a trabalhar”, concluiu. 

       A CCDR Algarve acabou por encerrar o evento com a sua apresentação sobre o novo Programa Interreg V – A, do qual uma das grandes novidades é que também o setor privado pode aceder ao programa, relembrando que os projetos a candidatar devem demonstrar uma forte componente transfronteiriça.

Contatos

Raul Manuel Valente

raulmvalente@gmail.com

Vila Real Santo António

Portugal

+351963700439

Procurar no site

Contacte-nos

Amigo(a)

    Caso queira ajudar nos custos da manutenção e desenvolvimento do site, pode participar com uma pequena contribuição (1€).

 

Produtos

Raul valente.pt

Desenvolvido por Webnode