.... SABER COMER E SABER BEBER ............................... Bom serviço na restauração

Volta ao Algarve Cofidis vai ser vista em 83 países

09-02-2020 01:12
 
 

04-02-2020 - 15:43

A 46.ª Volta ao Algarve Cofidis, que vai para a estrada entre 19 e 23 de fevereiro, foi hoje apresentada oficialmente na sede da RTA em Faro.

 

Um evento que reúne alguns dos melhores e mais mediáticos ciclistas do mundo, podendo ser visto em 83 países, através da transmissão televisiva em direto.

 

A corrida, em 2020 promovida à categoria UCI ProSeries, terá um pelotão de 175 corredores, em representação de 25 equipas. Doze dos coletivos participantes são do WorldTour, a liga dos campeões do ciclismo mundial. Cinco conjuntos são ProTeam, estando também reservadas oito vagas para equipas continentais portuguesas.

 

Os adeptos da modalidade terão a oportunidade de seguir um pelotão de campeões na Volta ao Algarve Cofidis. Em ano de Jogos Olímpicos, estão na corrida os campeões olímpicos de estrada, Greg van Avermaet (CCC Team), e de omnium (ciclismo de pista), Elia Viviani (Cofidis), também campeão europeu de estrada. Vão ainda pedalar na Volta ao Algarve o campeão do mundo de contrarrelógio, Rohan Dennis (Team INEOS), e o campeão da Europa da mesma disciplina, Remco Evenepoel (Deceuninck-Quick-Step), o campeão mundial de ciclocrosse e uma das figuras das clássicas na estrada, Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), o tricampeão mundial de contrarrelógio em sub-23, Mikkel Bjerg (UAE Team Emirates), o campeão mundial de madison (ciclismo de pista) Roger Kluge (Trek-Segafredo), além de três homens que já foram campeões mundiais de estrada, Michal Kwiatkowski (Team INEOS), Philippe Gilbert (Lotto Soudal) e o português Rui Costa (UAE Team Emirates), que regressa a esta corrida na qual não competia desde 2014.

 

A lista de inscritos inclui ainda Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), um dos dois únicos ciclistas em atividade que já conquistaram as três grandes voltas por etapas, assim como o vencedor do Tour de France em 2018 e da Volta ao Algarve em 2015 e 2016, Geraint Thomas (Team INEOS). Outros especialistas em provas por etapas de quem se esperam bons desempenhos na corrida portuguesa são Bauke Mollema (Trek-Segafredo), Daniel Martin (Israel Start-Up Nation), Maximilian Schachmann (Bora-hansgrohe), Miguel Ángel López (Astana Pro Team) e Tim Wellens (Lotto Soudal).

 

https://www.algarveprimeiro.com/files/images/vaintro.jpg

 

A Volta ao Algarve vai ainda receber sprinters com provas dadas, como o ciclista em atividade com maior número de vitórias na carreira, André Greipel (Israel Start-Up Nation), Alexander Kristoff (UAE Team Emirates), Cees Bol (Team Sunweb), Danny van Poppel (Circus-Wanty Gobert), Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick-Step), Jasper Styuven (Trek-Segafredo), John Degenkolb (Lotto Soudal) ou Matteo Trentin (CCC Team).

 

A lista de inscritos junta 25 corredores do top 100 mundial, além de quatro das cinco melhores equipas do ranking coletivo internacional de 2019.

 

Perante alguns dos melhores corredores e das melhores equipas do panorama internacional, a armada portuguesa, composta por oito blocos, será colocada à prova. É um momento de grande motivação para os corredores nacionais, que têm a oportunidade de demonstrar valor num palco privilegiado, havendo, certamente, candidatos a repetir o feito de Amaro Antunes, vencedor do alto do Malhão, em 2017.

 

Ao todo os corredores e as equipas participantes somam, no seu conjunto, um total de 20,8 milhões de seguidores nas redes sociais, o que garante uma imensa audiência global que se soma àquela que seguirá a corrida pela televisão.

 

O evento terá transmissão direto em 83 países. Toda a Europa será coberta pela transmissão da Eurosport, mas desta vez existe a novidade de a Noruega poder também ver a corrida em canal aberto, através da TV2. O canal pan-europeu também levará a Volta ao Algarve à Austrália e à Ásia. Pela primeira vez, a América Latina, território de adeptos entusiastas da modalidade, viverá a prova em direto, através da Claro Sports. Em Portugal os diretos de todas as etapas poderão ser vistos na Eurosport 2 e na TVI 24, estando ainda programadas quatro repetições diárias, em diferentes horários, nos canais 1 e 2 da Eurosport.

 

Sendo a Volta ao Algarve um evento desportivo que reúne amantes de ciclismo de várias gerações, o programa "O Ciclismo Vai à Escola" também irá estar presente, permitindo às crianças o contacto com a bicicleta e com os ídolos do ciclismo. As atividades vão ter lugar na partida das três primeiras etapas, em Portimão, Sagres e Faro. Já Albufeira, local de onde partirá a quarta etapa, irá acolher o "Passeio da Família", uma iniciativa que pretende promover o convívio de todos os amantes de ciclismo que pretendam participar, estimulando os pais a pedalarem lado a lado com os filhos.

 

A quinta e última etapa da Volta ao Algarve não ficará de fora deste programa de iniciativas desportivas, pelo que irá receber o Algarve Granfondo Cofidis. Este evento, que tem juntado centenas de participantes em anos anteriores, terá partida e chegada em Lagoa, no dia 23 de fevereiro, local onde também terá lugar a última etapa da Volta ao Algarve, esperando mais de 800 participante.

 

As inscrições ainda estão abertas e há dois percursos à disposição: o granfondo, com 121 quilómetros e passagem pelo alto da Fóia, e o mediofondo, com 78,7 quilómetros.

 

Ao Algarve Primeiro o Presidente da RTA referiu que o apoio da entidade ao evento é «perfeitamente justificada» já que se trata de uma prova que mostra a região ao mundo, «estamos a falar de 150 milhões de lares». João Fernandes assentou que o segmento Cycling no Algarve «está em franca expansão, sendo mais um produto que temos para oferecer com condições únicas». O apoio que a RTA e a ATA - Associação de Turismo do Algarve dão à Volta ao Algarve, ronda os 300 mil euros. 

 

Custódio Moreno, Diretor Regional do IPDJ, outra entidade parceira, disse que a prova «é uma festa do desporto  na rua, porque no Algarve também se faz cada vez mais turismo com o desporto e a bicicleta é um excelente meio de promoção da nossa região».

 

O responsável destacou que a Volta ao Algarve é a «afirmação do ciclismo em Portugal», lamentando que 70% dos jovens são saibam andar de bicicleta, «temos de envolver esforços, para que as escolas tenham melhores condições para receberem bicicletas, e criarmos programas que despertem nos mais novos o interesse em pedalar e a deslocarem-se de bicicleta».

 

Delmino Pereira agradeceu aos parceiros, RTA, IPDJ e aos Municípios algarvios na realização de mais uma edição da prova. O Presidente da Federação de Ciclismo de Portugal, realçou que a Volta ao Algarve «é uma prova de excelência, moderna, atual e tem um pouco de tudo, prestigiando o Algarve no mundo através das imagens». 

 

Admitiu que a região tem grande potencial para o turismo de bicicleta «sei que estão a ser criadas empresas que estão a aproveitar bem essa nova oferta».

 

Etapas

19 de fevereiro: 1.ª Etapa: Portimão – Lagos, 195,6 km

20 de fevereiro: 2.ª Etapa: Sagres – Fóia (Monchique), 183,9 km

21 de fevereiro: 3.ª Etapa: Faro – Tavira, 201,9 km

22 de fevereiro: 4.ª Etapa: Albufeira – Malhão (Loulé), 169,7 km

23 de fevereiro: 5.ª Etapa: Lagoa – Lagoa, 20,3 km (CRI) 

 

 

Contatos

Raul Manuel Valente

raulmvalente@gmail.com

Vila Real Santo António

Portugal

+351963700439

Procurar no site

Contacte-nos

Amigo(a)

    Caso queira ajudar nos custos da manutenção e desenvolvimento do site, pode participar com uma pequena contribuição (1€).

 

Produtos

Raul valente.pt

Desenvolvido por Webnode